Orçamento de Estado 2014 – Agravamento Tributação – Viaturas de Serviço

O_Estado_GUma das medidas do OE 2014 que interferem directamente no sector automóvel é o agravamento sobre a tributação de viaturas de serviço.

Com efeito, a referida norma impõe a tributação em sede de IRS dos carros entregues pelas empresas aos seus quadros médios e superiores, sob a forma de remuneração acessória.

Para além disso, a utilização de viaturas de serviço deixará também de beneficiar dos incentivos fiscais actualmente concedidos às empresas em sede de IRC. A intenção é fazer com que as empresas não atribuam com tanta frequências carros a administradores e directores, como uma remuneração acessória, que escapa ao IRS por não estar no contro.

Desta forma, o Governo vai agravar, em sede de IRS, a tributação autónoma dos veículos de valor superior a 20 mil euros, os quais passam a ser taxados a 20%, eliminando-se a tributação diferenciada para os chamados “carros ecológicos” (actualmente com uma taxa de 5%).

A medida aplica-se também a empresários em nome individual e profissionais liberais com contabilidade organizada. Soma-se ainda um agravamento da tributação autónoma em sede de IRC de 20% para 35%.

 

Ana de Oliveira Pedroso

Ana de Oliveira Pedroso

Marketing Manager

Este website utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close